18 abril 2017

Para Ler: Auggie & Eu


Oi gente, tudo bem? Como está a semana de vocês? Eu espero que bem! Bom esse ano resolvi cumprir uma meta de leitura, e o primeiro livro que li foi Auggie & Eu. Esse é um livro extra de Extraordinário (resenha aqui), com mais três histórias, por Extraordinário ser meu livro preferido, a curiosidade para ler esse só aumentou. 

RESENHA

Auggie & Eu, conta três histórias paralelas a Extraordinário. Nelas podemos conhecer de modo mais pessoal os pensamentos mais profundos de Julian, em “O capítulo de Julian”; Christopher, em “Plutão” e Charlotte, em “Shingaling”. Personagens que apesar de presentes e especiais na história original não são tão destacados ou não conhecemos até então suas respectivas perspectivas.
No “Capitulo de Julian” somos levados ao mais interior de Julian, personagem considerado o vilão da história, cujo os fãs vivem no caso de amor e ódio. Nesse capítulo podemos conhecer os motivos que levam Julian a ter atitudes, muitas vezes cruéis, em relação ao August, já que logo de início, podemos perceber que entre os dois não haveria um laço de amizade ou coisa parecida. Além disso, podemos entender como uma história, pode fazer esse garoto se redimir e ver que não há nada demais em ser diferente.
Em “Plutão”, conhecemos a fundo Christopher, o amigo mais antigo de Auggie. Os dois sempre foram inesperáveis, e Chris pode acompanhar de perto todas a cirurgias que August fez desde que nasceu, além das aventuras que sempre faziam juntos. Porém, algumas amizades podem acabar se perdendo, e após alguns acontecimentos Chris poderá ver o que é realmente ser amigo.
“Shingaling” é o capítulo dedicado a uma das integrantes do comitê de boas vindas da nova escola de Auggie, Charlotte. Sempre gentil e dedicada, podemos ver a visão de Charly sobre o aluno novo e como suas amigas reagem a isso, além disso, há uma evolução da personagem que percebe que mais importante que ser popular, é ter grandes amigos.




Sabemos que mesmo em Extraordinário podemos ver a visão de alguns personagens, porém as desses três não se incluem no primeiro livro, ainda mais a história de Julian, a quem julgamos não entender suas atitudes.

Para quem tem um amor especial por Extraordinário, e pelo modo como R.J. Palácio escreve e consegue te colocar no lugar do próximo, vai amar essas três histórias extras de personagens tão adorados. Até porque com elas tiramos diversos aprendizados, e temos a certeza que qualquer pessoa pode melhorar, seja cedo como essas crianças, ou tarde.



Li Auggie & Eu tão rápido quanto Extraordinário, o que me deixou bem animada já que sou mais lerda do que devia na hora de ler, e considero que todo livro lido rápido por mim tem ótimas histórias. Aliás, também adoro como essa autora desenvolve bem os personagens, fazendo com que a gente se sinta bem próxima deles.

A diagramação, folhas, capa te auxiliam a ter uma leitura bem agradável, coisa que a Intrínseca sempre capricha. Em resumo, eu amei o livro, mas ainda assim ele não entrou para minha lista de favoritos, mas fica minha indicação para vocês.

Fico imensamente feliz, de ter você aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@laislumes

Quote

Quote

Playlist